sexta-feira, 2 de outubro de 2009

RIO 2016 - Agora já é, merrrrmão


RIO - 2016


Esse Blog não se pretende politicamente correto. Pelo contrário, defende que o politicamente correto é chato. Não serve de nada.
E não só porque sou um brasileiro que escreve para brasileiros, mesmo porque, não é certo se dizer que o brasileiro não se quer sério e nem correto.
Mas enfrentemos os fatos: o Brasil não é o país que tem tudo pra dar certo. Ele é o país que tem tudo pra dar errado e que, por Deus ser brasileiro (?!) acaba dando certo.
São tantos os que se mostram contra a realização das Olimpíadas de 2016 serem realizadas no Rio de Janeiro. Até o momento, eu mesmo não sei se sou ou não sou. Só sei que meu país ganhou e como brasileiro me alegro com isso.
Alegro-me porque acredito que nosso povo merece; alegro-me porque acredito que o Brasil encantará o mundo, como já encanta todo mundo.
Porque o povo sofrido merece a ilusão do Panis et circenses e a sensação de que o mundo volta os olhos ao Brasil e é como ele se sente... é como eu me sinto.
A cidade ganhará em estrutura e infra-estrutura. Terá a atenção do mundo e mostrará que sabe ser ainda mais maravilhosa.
Desvio de verbas? Orçamento estourado? Saúde? Segurança? Educação? São preocupações legítimas.
Mas preocupemo-nos depois e não sejamos sisudos em tempos de festa.
As forças que comandam o Brasil (e as que comandam o Rio) sabem se acertar... e não é de hoje.
O gasto que será feito com os Jogos, não fosse feito, não traria garantias de onde esse dinheiro seria empregado. E uma coisa não pode excluir automaticamente a outra.
Se o comodismo impera no Brasil ao ponto dessas linhas pouco se importarem com a destinação orçamentária aos bolsos de poucos poderosos (des)afortunados, é porque é um fenômeno que não nos é exclusivo e nem nos é raro ou recente. Vem de outros... vem de longe.
Viva o Rio! Viva o povo brasileiro! Viva o Brasil!
Temos sobre nós os olhos do mundo... vamos, ao menos, nos enfeitar.

3 comentários:

Laurindo Fernandes disse...

É isso aí: pão e circo para o povo.

William R Grilli Gama disse...

Sim... mesmo o pão e circo é importante.

O povo não quer ser trazido para a realidade que tanto lhe assoberba, mas quer sonhar com o destino que já não lhe será mais que o próprio sonho.

Deixemos sonhar... nao o acordemos na melhor parte

karina disse...

Não entendo por que tudo isso é motivo de comemoração. mas como ja dizia a canção;

Ai meu Deus
Eu só quero entender
Entre outras coisas
Que eu quero saber
Por favor me ensina
Como esse povo que sofre
Com fome, que passa mal
Vai batucar na panela vazia
E fazer carnaval...